Top 10: Anos 80 – Internacionais

Olá, Criativos! Eu sei que prometi revelar um easter egg no dia 27 de outubro, mas acabei me enrolando um pouquinho e no final das contas, ainda não escrevi a postagem. Além disso, andei reorganizando algumas datas de postagem, então a tal primeira parte da revelação virá dia 24 de novembro (e eu espero me desenrolar até lá)!

Como vocês devem ter percebido, eu ouço música 24h, então além das playlists semanais, eu resolvi resgatar alguns dos meus posts de top 10 do Galera Geek e dar continuidade aqui no Uncreative. Vou começar, claro, com minha década musical preferida, os anos 80, mas por aqui, vai passar de tudo um pouco, então separem um bom espaço nos HDs e venham curtir um pouco de música comigo.

Olhem a missão impossível que arrumei né?! É simplesmente impossível resumir uma década com milhares de músicas extraordinárias de diversos gêneros, ritmos e estilos em um rank de apenas 10 músicas, afinal, eu gostaria de ter colocado algumas centenas e ainda assim seria difícil selecioná-las. Para tornar a tarefa um pouco mais fácil, dividi essa categoria em três partes: internacionais, nacionais e românticas (é bem provável que outras ainda apareçam). É com muita dor no coração que começo o rank das – apenas – 10 melhores músicas internacionais dos anos 80.

10. Never Gonna Give You Up – Rick Astley

Essa música foi o primeiro hit do cantor britânico, lançado em seu primeiro CD, Whenever You Need Somebody, lançado em 1987, ficando em primeiro lugar na Austrália, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos. Nos últimos anos essa música se tornou viral em brincadeiras no Facebook, afinal, quem nunca caiu no Rickroll, né?

9. Every Breath You Take – The Police

Lançada em 1983, o single fez parte do quinto álbum da banda, intitulado Synchronicity, e conquistou diversos prêmios como o Grammy e, segundo a Rolling Stone, está em 84° lugar na lista das 500 melhores canções de todos os tempos. Além disso, ficou no topo de muitos ranks musicais super famosos como a Billboard. Apareceu recentemente na série Stalker na regravação da banda Denmark + Winter.

8. Take on Me – A-Ha

Também fazendo parte de um álbum de estreia da banda, Take on Me foi lançada em 1985 e levou 6 (S-E-I-S) prêmios no VMA de 1986, além de ficar em #1 na Billboard Hot 100 e em #2 na UK Singles Chart. Pensem na novidade que foi esse clipe nos anos 80… Tecnologia de ponta naquela época, hein!

7. Say You, Say Me – Lionel Richie

Já fazendo uma palinha sobre a nossa Playlist romântica, Lionel Richie marca presença nessa lista com um dos seus singles mais memoráveis. Tema de O Sol da Meia-Noite, foi lançada em 1985 e em 1986 levou a estatueta do Oscar de Melhor Música Original. Também esteve em primeiríssimo lugar em três categorias da Billboard.

6. We Are the World – Vários Artistas

Essa música fala por si, eu nem devia estar escrevendo algo aqui. A Canção que reuniu 45 cantores de peso, composta por Michael Jackson e Lionel Richie e produzida por Quincy Jones, foi lançada em 1985 para a campanha USA for Africa. Bom, vamos parar de falar e partir para a próxima.

5. Livin’ on a Prayer – Bon Jovi

Lançada em 1986, Livin’ on a Prayer está em primeiro lugar na lista das “100 melhores músicas dos anos 80”, feita pelo canal estadunidense VH1 (só um dos canais de música mais conceituados da terra do Tio Sam). A verdade é que a década de 80 foi a época das bandas, com um single atrás do outro, e esta faixa conta uma história maravilhosa, mas gostaria muito de encaixar uma lembrança a You Give Love a Bad Name, pois as duas músicas ficaram famosas no mesmo ano, com diferença de poucos meses entre os lançamentos. Livin’ on a Prayer também foi tema do último episódio de Todo Mundo Odeia o Chris.

4. Like a Virgin – Madonna

Like a virgin, touched for the very first time… Leu no ritmo? Pois é, Like a Virgin é canção de assinatura da rainha do pop. Lançada em 1984, faz parte de seu segundo álbum de estúdio de título homônimo. Madonna não apenas causou com essa letra e vídeos sugestivos, como também foi uma das poucas mulheres – até então – a ficar no topo das paradas, não é para menos o título de Vossa Majestade do Pop. Para quem ainda não conhecia Madonna por seus sucessos estrondosos Holiday, Borderline e Lucky Star, com certeza passou a ouvir muito a voz dessa loira com Like a Virgin.

3. I Want to Break Free – Queen

Lançada em três versões diferentes no ano de 1984, a canção foi tocada em praticamente todos os shows da banda Queen desde o seu lançamento. De clipe super descontraído, I Want to Break Free é tema da vida adolescente (e de alguns adultos por aí), mas foi uma grande polêmica no ano de seu lançamento. Na segunda parte do clipe, podemos assistir uma composição ensaiada pelo Royal Ballet, a brincadeira foi amada pelos britânicos, mas vista com maus olhos pelos americanos e o clipe chegou a ser banido da MTV.

2. Girls Just Wanna Have Fun – Cyndi Lauper

O hino de toda menina-mulher não podia faltar no nosso rank, por isso ela aparece no nosso TOP 3, coladinha com a música vencedora. Lançada em 1983 pela patinha feia mais talentosa da história da música, Girls Just Wanna Have Fun fez um sucesso espantoso na época de seu lançamento e até hoje faz muita gente soltar voz. Foi o primeiro e maior sucesso de Lauper e é considerada por muitos, um clássico feminista, e foi regravado diversas vezes por muitas mulheres famosas.

1. Thriller – Michael Jackson

E o primeiro lugar fica, é claro, com a música recordista, do álbum recordista, do cara mais recordista do mundo, o Rei do Pop, Michael Jackson. Não há uma pessoa no mundo que não conheça essa música fantástica, não toque em uma festa, ou que não se lembre de zumbis levantando-se a meia noite. Como se não bastasse o sucesso que Michael fazia desde seus 5 aninhos, ele ainda precisava ser O cara e lançar essa música, com produção de Quincy Jones, Composição de Rod Temperton e narração de Vincent Prince. São infinitos os números de covers, flashmobs, paródias e homenagens feitas a essa música, então o que nos resta é apenas aceitar que ela é épica, sentar e assistir ao clipe mais uma vez.

Chegamos ao fim da nossa Playlist e agora, um apelo aos meninos-homens da nossa sociedade: Inspirem-se com esses vídeos, voltem para as pistas de dança!! Dançar é uma arte muito prazerosa, é um arraso, super charmoso e as mulheres adoram (#ficadica), todos saem ganhando. Não é difícil, meninos! É só “sacudir o esqueleto”!!!

May the Force be with you. That’s all, Folks.

5 respostas para Top 10: Anos 80 – Internacionais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Autora

Prazer, Bianca “Bia” Caroline, tenho 22 anos, sou Carioca e estudante de Biblioteconomia (e jornalismo nas horas vagas). Por aqui vocês vão ver algumas resenhas e dicas de coisas que eu gosto, como filmes, séries, livros, música e um pouquinho sobre mim, além de alguns posts especiais feitos com muito amor para todos os públicos.

Skoob